Não vou masturbar


Caros amigos,
A paz de Jesus e o amor de Maria estejam convosco e com os seus!
Hoje gostaria de meditar convosco sobre um tema que os jovens não gostam de pensar ou discutir, mas praticam: a MASTURBAÇÃO!
Vamos primeiramente saber o que a Igreja tem a nos dizer
“Por masturbação se deve entender a excitação voluntária dos órgãos genitais, a fim de conseguir um prazer venéreo. "Na linha de uma tradição constante, tanto o magistério da Igreja como o senso moral dos fiéis afirmaram sem hesitação que a masturbação é um ato intrínseca e gravemente desordenado." Qualquer que seja o motivo, o uso deliberado da faculdade sexual fora das relações conjugais normais contradiz sua finalidade. Aí o prazer sexual é buscado fora da "relação sexual exigida pela ordem moral, que realiza, no contexto de um amor verdadeiro, o sentido integral da doação mútua e da procriação humana".
Para formar um justo juízo sobre a responsabilidade moral dos sujeitos e orientar a ação pastoral, dever-se-á levar em conta a imaturidade afetiva, a força dos hábitos contraídos, o estado de angústia ou outros fatores psíquicos ou sociais que minoram ou deixam mesmo extremamente atenuada a culpabilidade moral.”
Ou seja, a masturbação é um PECADO! Sem sombra de dúvida é um pecado!
Hoje o que vemos mediante a sociedade e os jovens, é que se perdeu a dimensão do pecado. Para os jovens de hoje, de um modo todo especial para os que estão dentro da igreja, a Masturbação não é um pecado! Uma porque o mundo tem ensinado sobre este tema totalmente ao contrário.
Para o mundo a masturbação é uma necessidade fisiológica do homem/mulher de descarregar suas ansiedades, de aprender a conhecer seu corpo, antes de se deleitar nos prazeres sexuais!
Hoje até mesmo nas escolas primárias existem professores especializados a ensinar a criançada a se masturbar. Mas pra que? Pra sejam doentes no futuro, para que já vivam precocemente uma atividade sexual, invés de estudar, brincar, se divertir de modo sadio! Por isso existem tantas pessoas descontroladas, desequilibradas, vivendo na perversão, vivendo na vulgaridade, pedofilia, etc.
Deus nos convida a viver a castidade, e isto se diz também a masturbação, não somente a fornicação (relação sexual fora do casamento), mas a todos os atos relacionados à sua sexualidade.
Você já se perguntou: Porque me masturbo? Acredito que grande parte dos jovens, NÃO! Então faça esta pergunta agora!
Você nunca parou para pensar que se masturbar é uma estupidez egoísta, onde você só se satisfaz, e ainda imaginando ou vendo pornografia fictícia, iludindo-se com uma falsa felicidade? Um falso momento de prazer?
Quantos jovens hoje vivem na tristeza, isolados, abatidos, verdadeiros escravos da MASTURBAÇÃO! Gastam dinheiro com revistas e filmes pornográficos, internet, e muitos nem precisam de muito, pois suas mentes são bem criativas e férteis para pecar.
É preciso um grande esforço para vencer esta dificuldade, pois somente com a graça de Deus e oração é possível vencer este pecado! É preciso o jovem tomar a consciência que a masturbação é um vicio, assim como as drogas ou qualquer outra coisa, e a pessoa se torna dependente daquilo, se torna um escravo do seu próprio corpo.
No começo é sempre legal, gostoso, prazeroso, da mesma forma como as drogas. Mas o jovem se torna um dependente do seu próprio corpo, pois não é mais a pessoa quem domina o corpo, mas sim o corpo quem o domina. O corpo quem dita às regras, a sexualidade é quem o move para frente, tudo se torna motivo para se masturbar, uma sensação, uma emoção, um olhar, um esbarram e tantas outras coisas. Mas saiba meu irmão que isto não é normal, isto não lhe faz bem!
Temos que aprender a dizer ao nosso corpo: Quem manda em mim sou EU! Eu é quem dito as regras e não o meu corpo!
Os nossos olhos são os maiores responsáveis em nos atrair para a masturbação, pois eles nos ludibriam, nos enganam, nos fazem fixar em cenas, em tudo o que acontece! Precisamos aprender a educar nos olhares para que tenhamos uma vida mais equilibrada!
E você jovem cristão que vive na masturbação, você está em pecado e não pode comungar, não pense que está fazendo algo de certo, pois se comunga, está comungando sua própria condenação.
E você jovem que ainda está iniciando sua caminhada e tem grande dificuldade com a masturbação, pois é difícil deixar o pecado. Lembre-se que tudo que é pecado é “bom”, da prazer por isso é difícil abster, porque se fosse ruim, não desse prazer ninguém pecava, não é? Então não se preocupe com isto, olhe sempre para Jesus, diga a Ele o quanto o ama e quer deixar de pecar, porém não tem forças! Vá sempre a um sacerdote confesse seus pecado, e recomece novamente!
Caiu novamente no pecado? Vá confesse novamente e recomece tudo de novo. Jesus está sempre a nos perdoar, e Ele não irá se cansar de nos perdoar! O importante é estar com olhar fixo nele, mesmo estando em pecado, dizer:
“Senhor sei que errei. Sei que o ultrajei. Mas, mesmo diante do meu pecado, digo que Tu és Senhor e podes me curar, podes me perdoar, pois não quero mais viver neste pecado!”
na citação catecismo nº 2352 sobre este tema:



E vá novamente, peça perdão a Jesus e volte a caminhar!
Saiba meu irmão que mesmo depois muito tempo que você não cair mais neste pecado, seja um mês, dois meses, seis meses, um ano. Haverá um momento de fraqueza em que você irá pecar, pois nós subestimamos o inimigo. Vá e peça perdão ao Senhor pela sua fraqueza e recomece tudo de novo!
Vou dar meu testemunho que certamente irá lhe ajudar na fé e na caminhada para vencer este pecado:
“Eu aprendi muito cedo a me masturbar, por volta dos 6 ou 7 anos, não me lembro ao certo. Não que eu quisesse aprender, tivesse a curiosidade de saber o que era pois nunca havia falado com ninguém sobre isto, nem sabia que isto existia. Nunca em minha casa nem com primos chegou-se a ter este tipo de pensamento.
Mas chegou um tempo em que alguns amigos e visinhos me ensinaram isto, me apresentaram a pornografia através de revistas de mulheres nuas, e isto passou a se tornar um hábito. Começou a fazer parte da vida cotidiana, cada vez mais me dedicava à masturbação e sempre escondido, nunca alguém deveria saber! Já pensou que absurdo meu pai saber disto, seria muito triste e sério. Pois apesar de extrovertido com as pessoas, quando se tratava de sentimentos sempre fui muito tímido.
E os dias iam passando, os meses e anos, e a vida de masturbação continuava. E Eu não posso contar pra vocês que tenho um grande testemunho de vida, como muitos que viviam nas drogas, álcool, prostituição, e tiveram uma grande conversão, porque sempre fui de dentro da igreja.
Desde muito cedo comecei na igreja, engajando nos serviços de coroinhas, música, etc. E aí é que está a contradição. Muito das pessoas que não freqüentam a igreja é pensar que os que lá estão, são santos, vivem certinho, não pecam, e é onde está o engano! Porque eu sempre estive lá, pecava tanto, e talvez pior do que aqueles que lá nunca pisaram o pé lá!
E sempre confessava o pecado, mas depois pecava! Então chegou um certo tempo que parei de confessar, de pedi perdão a Deus, como um pouquinho inteligente que eu era, pensei comigo: “Isto é burrice! Peca e pede perdão. Peca e pede perdão! Já que não consigo parar de pecar, não vou ficar incomodado Deus! Não tenho mais conserto. Ou peco ou não peco” E assim foi, fiquei um bom tempo sem confessar, a não ser uma vez por ano e olha lá!
Mas, Deus não desiste de nós, Ele sempre nos quer próximo dele. Comecei a ler a bíblia a partir do evangelho e comecei a perceber que não poderia viver na hipocrisia do pecado, precisava tomar uma atitude! Independente do quanto sofrido que seria deixar o pecado, iria tentar. E assim foi. Pecava e pedia perdão. E aos poucos comecei a deixar o pecado de lado, e entender que é possível viver com Deus sem pecar.
E sempre os padres que iria me confessar me ajudavam a entender, e a enfrentar este pecado. Até que meu diretor espiritual me disse um dia: “Willy, pecou. Venha no mesmo dia e se confesse não se acomode no pecado. Assim terás forças para não voltar pecar novamente!”. Então de vez em quando volto a pecar, mas recorro no amor de Deus, faço aquela pequena oração citada acima, e me reconcilio com Deus.”
Então meu amado irmão, minha amada irmã. Veja que não é só você que pode ter está dificuldade, pois Eu também tenho. Mas agora um pouco menos do que antes, tenho um pouco mais de controle sobre meu corpo, sobre mim.
Para isto é preciso além de estar em sintonia com Deus, é mudar algumas posturas como: o que ver, o que assistir, o que conversar, internet, o que ouvir. Tudo é motivo para que você se desconcentre em seu propósito para com Deus. É preciso deixar as coisas fúteis de lado, isto não o fará menos homem ou menos mulher. Digo ao contrário, isto o fará ainda mais homem, mais mulher. Porque tem que ser muito macho/ macha para deixar o prazer do pecado para fazer a vontade de Deus! Ele não te abandonará!
O que o inimigo quer é que você perca a paz e desista de Deus, que você não é capaz. Mas saiba que mesmo, você em pecado, numa queda ainda pior do que a primeira, Deus estará sempre a te amar e esperar pelo seu retorno assim como o pai e o filho prodigo. Se Ele me perdoa, também perdoará você, porque não sou melhor que você!
Vamos, força, coragem, não deixe que o desanimo tome conta de você! Procure ajuda de um sacerdote! Pois a vida se torna ainda melhor sabendo que estamos servindo a Deus de coração limpo e corpo limpo! Longe da hipocrisia!
Que nosso Senhor Jesus Cristo rico em misericórdia possa nos forças nesta luta contra o pecada. Que Maria a rainha da paz a sempre pura e imaculada, nos ensine o sentido da pureza. Que por intercessão do Santo Padre Pio, aquele que teve grandes lutas com o inimigo. Possamos viver para uma maior honra de Deus.

One Response so far.

  1. Anônimo says:

    bom! sou um viciado nessa droga e não consigo sair
    preciso de ajuda.
    eu faço orações mas não concigo largar
    preciso de qjuda

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...