O caminho da salvação

A escolha mais importante da sua vida

Caro(a) amigo(a),
Você sabe qual a coisa mais importante que podemos obter nesta vida, neste mundo? Eu direi a você. Não estamos neste mundo com o intuito de passarmos uma simples “temporada” sem importância. Há algo maior, uma decisão que você (assim como todo ser humano) precisa tomar e que portanto deve ser uma decisão consciente. Esta escolha é sobre a salvação de nossas almas. Não existe meta maior do que esta. Não existe algo mais importante. Veja o que disse Jesus Cristo em certa ocasião:

“Que aproveitará ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder a sua vida? Ou que dará o homem em troca da sua vida?” (Mc 8,36-37)

Você poderia então me perguntar: mas, como posso salvar a minha vida? Como posso obter a salvação da minha alma?

Buscarei mostra-lhe isso passo a passo, a partir deste momento. Peço que você possa acompanhar-me.

Deus ama você.

Deus nos criou por amor. Mesmo sendo Deus completo em si mesmo e não necessitando de nada exterior a si, Ele desejou trazer à existência seres que compartilhassem de sua santidade, felicidade e glória. Você, querido(a) amigo(a), é chamado a realizar na sua vida, a vocação de Filho(a) de Deus. Deus ama você de um modo que ninguém jamais poderia amar, pois Ele te criou. Vejamos algumas passagens da Escrituras que falam sobre este Amor de Deus:

"Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca”. (Is 49,15)

"Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”. (Jo 3,16)

"Mas eis aqui uma prova brilhante de amor de Deus por nós: quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós”. (Rm 5,8)

"Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor". (1Jo 4,8)

Deus ama a cada um dos seus filhos de modo especial e particular. Não deseja que nenhum deles se perca, se condene.

"O Senhor não retarda o cumprimento de sua promessa, como alguns pensam, mas usa da paciência para convosco. Não quer que alguém pereça; ao contrário, quer que todos se arrependam". (2Pd 3,9)

Você pode estar se perguntando: mas se Deus nos criou por amor e nos ama incomparavelmente, por que tanto sofrimento no mundo e por que, quase sempre, é difícil perceber a sua presença?

A causa disso tudo é o pecado.

O Pecado (a queda da humanidade).

Deus nos criou dotados de inteligência e liberdade. A esta liberdade chamamos de livre-arbítrio. É a capacidade de escolhermos livremente nossas decisões. Sem verdadeira liberdade não pode haver verdadeiro amor. Caso Deus nos houvesse criado sem o atributo de liberdade nós seriamos como robôs a servi-lo.

A liberdade permite ao homem escolher se deseja amar ou não a Deus. Foi o abuso desta liberdade que levou a humanidade à desobediência. Somente a Deus cabe decidir o que é mal e o que é bom, pois Ele criou todas as coisas. Mas, movidos pelo orgulho, o homem e a mulher desejaram tomar de Deus este atributo exclusivo d’Ele. Daí vem todo o mal do mundo, toda a desarmonia e sofrimento.

Por causa do pecado afastamo-nos de Deus. Abriu-se como que um abismo entre a humanidade e seu Criador. Pelo ato da desobediência, nós (humanidade) rejeitamos o Plano Divino da salvação e escolhemos o nosso próprio. Assim perdemos o paraíso, que significa a felicidade, harmonia e santidade originais que o homem tinha por ser criado por Deus e viver em harmonia com Ele.

"mas não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal; porque no dia em que dele comeres, morrerás indubitavelmente". (Gn 2,17)

"Assim como pela desobediência de um só homem foram todos constituídos pecadores, assim pela obediência de um só todos se tornarão justos". (Rm 5,19)

Assim como Deus havia dito, o homem tornou-se mortal. Pois o pecado original retirou da humanidade a santidade, harmonia e justiça originais. Rompeu-se, desta forma, a comunhão harmoniosa que havia entre o homem e Deus, e entre o homem e a natureza. Como sabiamente disse Santo Agostinho: “Sem o Criador, a criatura se esvai”.

O homem estava perdido, condenado. Não tinha méritos em si mesmo para recuperar aquilo que havia perdido por sua desobediência e orgulho. Estava desta forma apartado de Deus. No entanto Deus não abandona o homem, e já após a sua queda promete-lhe a redenção:

"Porei ódio entre ti [a serpente, simbolizando o demônio] e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça, e tu ferirás o calcanhar". (Gn 3,15)

Deus promete que um descendente da mulher irá esmagar (derrotar) a serpente, ou seja , o demônio e o pecado, inimigos de Deus e da humanidade.

Que descendente é este?

O Salvador

Com a humanidade separada de Deus e sem possuir méritos próprios para se redimir de suas faltas, somente um homem com méritos infinitos poderia ser um sacrifício redentor por todos os homens. Assim o Verbo Eterno, a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, encarnou-se no seio de uma Virgem, Maria, para tomar nossa humanidade e redimir-nos. Foi o seu Sacrifício Redentor na cruz que rasgou o ‘véu’ que separava a humanidade de Deus, somente n’Ele temos a salvação e a vida eterna.

"Jesus lhe respondeu: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim". (Jo 14,6)

"Eu vim como luz ao mundo; assim, todo aquele que crer em mim não ficará nas trevas". (Jo 12,46)

Jesus Cristo, Deus Eterno encarnado no seio da humanidade é a Verdade e a Luz da Salvação para todos.

Mas, para que a salvação aconteça na sua vida, e na de qualquer um, é necessário crer em Jesus Cristo. E CRER neste sentido não é somente acreditar que Cristo existe, ou que é o Salvador. Crer é também comprometer a sua vida, sua moral, práticas e atitudes em geral com Cristo. É, enfim, praticar os mandamentos de Jesus. Quem não pratica se engana (não crê realmente) e não se salva.

"Se me amais, guardareis os meus mandamentos". (Jo 14,15)

"Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a vos enganardes a vós mesmos". (Tg 1,22)

É preciso buscar uma vida conforme a vontade de Deus. Renunciar aos pecados.

"Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: todo homem que se entrega ao pecado é seu escravo". (Jo 8,34)

“Um jovem aproximou-se de Jesus e lhe perguntou: Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna? Disse-lhe Jesus: Por que me perguntas a respeito do que se deve fazer de bom? Só Deus é bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos. Quais?, perguntou ele. Jesus respondeu: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra teu pai e tua mãe, amarás teu próximo como a ti mesmo”. (Mt 19,16-19)

É necessário para realmente CRER em Jesus cumprir sua vontade, seus mandamentos. E seus mandamentos visam tão somente o bem de todos os homens. Ensinam aos homens as relações de verdadeiro amor, respeito e justiça, aos moldes do que o mesmo Deus de Justiça e Amor tem por nós.

A Igreja

Somente Jesus Cristo salva, esta é a verdade. Porém, Jesus salva através dos meios que ele escolheu.

Tolamente se engana aquele que imagina crer em Jesus Cristo e na verdade ‘pinça’ (escolhe) aqui e acolá alguns dos ensinamentos do Salvador, e não os aceita em sua totalidade. Quem assim procede é um morno, e não há lugar para mornos no Reino de Deus (cf. Ap 3,15).

Assim Nosso Senhor Jesus Cristo ensina que para salvar-se é preciso inicialmente crer e ser batizado:

"Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado". (Mc 16,16)

E também praticar os seus mandamentos (fazer Boas Obras):

"Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus". (Mt 7,21)

"Vedes como o homem é justificado pelas obras e não somente pela fé?" (Tg 2,24)

Uma fé sem obras é morta e estéril (não pode gerar vida). Assim como somente as obras não podem salvar-nos sem a fé, pois fomos resgatados por um Dom Gratuito de Deus, também a fé teórica (sem prática), não nos salva.

Cristo desejou a unidade e a pediu:

"Dei-lhes a glória que me deste, para que sejam um, como nós somos um:" (Jo 17,22)

E a Palavra diz:

"Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo". (Ef 4,5)

No entanto, apesar de tão claro ensinamento, dizem possuir a unidade, aqueles que se dividem em mais de 30.000 seitas diferentes, com crenças, doutrinas, batismos e ensinamentos diferentes. Ora isso é pecar contra o Espírito Santo, pois o mesmo não poderia inspirar a confusão.

Jesus ainda disse:

"(...) Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós mesmos". (Jo 6,53)

A Verdadeira Igreja de Cristo é a Igreja Católica Apostólica Romana. Só ela guarda em totalidade estes mandamentos. Só ela foi fundada por Jesus Cristo. Só ela foi fundada sobre Pedro, rocha visível da Rocha Invisível (cf. Mt 16,18-19). Só ela tem 2000 anos. Só ela vem dos tempos apostólicos e guarda fielmente o Depósito da Fé. Os pecados dos filhos desobedientes as palavras da Igreja, não puderam e não podem manchar a Igreja e sua sã doutrina, pois ela é a Esposa de Cristo. Sobre ela Cristo afirmou que “as postas do inferno não prevalecerão” (cf. Mt 16,18).

Sobre seus apóstolos Cristo afirmou:

"Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou". (Lc 10,16)

O apóstolo São Paulo afirma que a fé é obediência (cf. Rm 16,26). Portanto não é orgulho e rejeição daqueles que Deus constituiu. Foi o pecado do orgulho que levou o inimigo de Deus, Lúcifer a rebelar-se e a dizer: “Não, não servirei”.

É a viver e a praticar esta fé católica, que eu te convido querido(a) irmão(ã). Deixe de viver uma fé teórica, sem prática e vida. Reconheça Cristo Jesus como Salvador e busque os meios para praticar e obedecer os seus mandamentos.

Você pode neste momento orar a Cristo assim:

“Senhor Jesus Cristo, a partir deste momento desejo crer em Ti de uma forma nova. Uma forma viva e verdadeira. Perdoa-me Senhor, todos os meus pecados e ofensas. Aqueles pecados que cometi contra ti, meus próximos e meus semelhantes. A partir de agora creio em ti como meu Senhor e Salvador. Ensinai-me a fé verdadeira e a ser um filho fiel da tua Santa Igreja. Concede-me a perseverança, as graças e as virtudes necessárias para a minha salvação. Amém”.

Se você deu este passo de fé agora... então o céu canta louvores por sua causa:

"Digo-vos que haverá júbilo entre os anjos de Deus por um só pecador que se arrependa". (Lc 15,10)

Louvado seja Deus pelo seu primeiro passo neste Santo Caminho!

Fonte: Boa Nova - Bíblia Católica

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...