O Demônio: sim ou não?

A existência dos anjos bons ou maus é artigo de fé, como se lê no Catecismo da Igreja Católica:

"A existência dos seres espirituais, não corporais, que a Sagrada Escritura chama habitualmente anjos, é uma verdade de fé. O testemu­nho da Escritura a respeito é tão claro quanto a unanimidade da Tradi­ção" (n° 328).

A propósito dos anjos maus em particular está escrito:

"Por trás da opção de desobediência de nossos primeiros pais há uma voz sedutora que se opõe a Deus... A Escritura e a Tradição da igreja vêem neste ser um anjo destronado, chamado Satanás ou Diabo. A Igreja ensina que ele tinha sido anteriormente um anjo bom, criado por Deus" (n° 391).


Nos livros mais antigos da Escritura a figura dos anjos ainda é in­distinta; confunde-se às vezes com a do próprio Deus; ver, por exemplo, Gênesis 16, 11-13. Aos poucos, porém, ela foi-se clareando; deve ter contribuído para isto o contato do povo de Judá com outros povos duran­te o exílio na Babilônia (587-538), contato que não afetou o monoteísmo de Israel.

O que dificulta em nossos dias a aceitação da existência do demô­nio são as concepções populares e fantasiosas que se associaram à noção de anjo mau. Na verdade, o demônio não é um anti-Deus coeterno com Deus, nem é um ser chifrudo com tridente na mão, mas é um espíri­to que se perverteu por soberba e a quem Deus dá autorização para provar a fidelidade dos homens ao Senhor; nunca, porém, somos tenta­dos acima das nossas forças (ver 1Coríntios 10, 23).

O demônio também pode tomar posse das faculdades de um ser humano, levando-o a blas­fêmias e à revolta contra Deus. Jesus encontrou possessos que Ele exorcizou, não para adaptar-se a uma crendice popular, mas porque sabia haver possessão diabólica. Em nossos dias a Igreja é muito cautelosa ao afirmar a possessão diabólica, pois certos indícios outrora tidos como demoníacos hoje são explicados pela Parapsicologia; a possessão se caracteriza pelo ódio a Deus.

Atualmente, ao lado dos que negam a existência do demônio, há quem exagere, querendo ver o demônio atuando em toda parte. Nem oito nem oitenta... S. Agostinho diz que o demônio é um cão acorrentado, que pode latir muito, mas só morde a quem se lhe chega perto!

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...